Diógenes Pereira de Araújo

 


 


 

 


 

QUANDO VOCÊ NÃO VEM

Diógenes Pereira de Araújo

 

Quando Você não vem ao meu correio

fica um vazio,  -não lá! - mas no meu peito;

bem sei que o ser humano está sujeito

a compromissos mil, mas eu odeio

 

quando Você não vem: é meu defeito

sentir a sua ausência e devaneio

que Você está chegando, com receio

que chegue tarde e então não haja jeito

 

de me escrever; há gente tão carente,

que ainda que se imponha alguma ausência

de alguém especial, sente carência;

 

eu sei que sou assim, por mais que tente

compreender sua ausência; olho o PC.

Não traz notícia alguma de Você!

Bauru, 27.04.05  - 19:45

Diógenes Pereira de Araújo

 

 

SE TE ENCONTRAR

Célia Lamounier

Se te encontrar em algum dia

será dia de areia e mar

com pés descalços e alma nua

quero correr para te abraçar.

 

E se algum dia de encantar

me sentir fada e desejada

será mesmo dia... de cantar

a vida, enfim realizada!

Itapecerica MG  -  07.02.05

http://www.celialamounier.net

 

http://www.anna.paes.nom.br/
http://diariogeral.zip.net/
http://poesiaeart.zip.net/

Anna´¨)
¸.·´¸.·*´¨) ¸.·*¨)
(¸.·´ (¸.·` *Paes