Abraçar o Mundo

 Célia Lamounier - Itapecerica MG

  "Não é possível um só abraço universal

  porém cada ser pode abraçar outros

  atuando contra a violência e contra o mal"

      Formatação From: Auri Costa

 

 

 

      ABRAÇOS para CÉLIA no teu site

      JOÃO JUSTINIANO  - Salvador BA  em 20.10.05

       

Sempre e mais uma doçura, rever a mansa ternura

Da mansa Ternura Azul!  Sempre e mais a luz dos olhos,

Praia e sol, mar sem escolhos, no Brasil de Norte a Sul.

 

Sempre a grandeza poética,  luz de sol, beleza estética,

Esbanjamento de sonho!  Soma de brasileirismo,

Coragem, força, civismo,  versos, luz e o ar risonho.

 

É a CÉLIA, amiga querida,  outra mais não vai nascer

Em força de inspiração.  Hoje é o dia do Poeta

E este humilde e velho esteta, abre ainda o coração.

 

Ninguém dirá que eu morri,  sem viver, porque eu vivi

Os sonhos e os ideais... Ao fecharem-se os meus olhos,

Abram-se luzes em molhos  nas torres das catedrais...

 

Quem lê, quem lê. vai saber,  que o meu simples escrever

Veio dos deuses do Eterno.  Também vai saber que li

Com afeto e que escrevi  sobre teu Azul de inverno...

 

Nosso inverno, amiga, chega, depois do outono e aconchega

A ilusão passada, em luz...  Tudo o que foi, já passou

E hoje e agora apenas sou  a sombra do que supus...

 

Posso dizer que reli  com amor ... Vi e revi

Teu site mais uma vez.  Como na hora primeira,

A impressão é lisonjeira...   Ao final, bebo o xerez!

 

E fica aí meu abraço de perdulário, que faço

Um poema à minha Musa!   Deus te dê paz e saúde.

Voto sim, para mudar  - a guerra, boçal e intrusa..

...................................................................