Rumor...
Marcelo Romano 
A lua me falava de ti...
as ondas murmuravam  teu nome
a gaivota acinzentada voava sobre seu ninho
lembrando-me que sou um pássaro à deriva,
perfeito complô para falar-me de ti,
em minha mente evocação de rumores distantes.
o rumor triste, de rumor doente, de amor distante ...
rumor amanhecido em beijos emprestados ...
o vento marinho mexe palmeiras sussurrantes ...
te evocam... me deixam amargo sabor
do amor passado..., do amor vivido ...
maldita noite de verão, sem encanto !
desconsolo ... ferida sangrante ...
e se empenha a brisa do norte
a murmurar teu nome ...
cruéis estrelas olham meu sofrer ,
Desejo que se aquiete o mar...
apagar a lua e os faróis, deter o vento ....
e parar o  clamor de tua imagem , teu nome
que como grito  dilacerante cruza meu interior
despojado  e triste por este rumor...
que me evoca a ti ...  
Marcelo Romano -
Salta-Argentina

http://www.locurapoetica.com

 

 

Rumor...

Célia Lamounier - Brasil

 

O mar, meu companheiro, leva meu grito.

Fiquei feliz sabendo que chegou.

As ondas, que me embalam, levam-me

e o vento brisa ajuda-me a voar.

Meu amor envio no rumor das águas

Meu corpo está sob a luz da lua

me deixo triste aqui na praia sonho

Mas pensamento vai como gaivota.

Fiquei feliz sabendo que cheguei...

Também estou a murmurar seu nome

Aqui desejo encanto do amor e beijos

daquela noite que eu guardo no coração.

Ficou no mar, ficou em mim, ficou o amor

no rumor constante de uma linda canção.