R E A L I D A D E
 Célia Lamounier de Araújo


E por mais que o poeta diga
sobre o universo dentro do seu verso,
por mais que o romancista insista
em rejuntar frases de sua lavra,
a realidade do direito
não é observada
as palavras são do mundo
os versos roubados são.
E do romancista, a história fica
seu nome não?    Desilusão.

Se o homem não respeita a vida,
o mundo não se curva nem a Deus,
  insignificantes somos.

O poeta a escrever prossiga
na certeza sua de que escreveu
mas seus versos livres, nascidos
vão levar seu mundo, já não serão seus.
Universo no seu verso é pó
pó e verso se perdem
na noite da imensidão
por mais que o poeta diga
perde-se o poeta no tempo
às vezes fica... sua oração.

Se o homem não respeita a vida,
o mundo não se curva nem a Deus,
     insignificantes somos.