CARLOS  DRUMMOND  DE  ANDRADE

                       Acróstico – Célia Lamounier de Araújo

 

Cada pedra do caminho

Aponta um poema seu

Refazendo com carinho

Leve e solto o pensamento

Onde vida e alegria

Se mesclaram de poesia.

 

Desde jovem, já prudente

Rastreando a educação

Um longo estudo contente

Madurou o fruto bom

Modelou o corpo e alma

Organizando um futuro

Nitente: poesia e prosa

Dourada e esplendorosa.

 

Dar a todos um bom livro

Eis uma grande lição.

 

Alterando a ordem morna

Nos versos de um poema

Deu um salto e já retorna

Rumo a casa dos letrados

Agora (imortal) José

Dorme na estrela e o seu verso

É sonho no universo.

 

 

===========================