AMOR DESPREZADO

Rosimeire Leal da Motta

http://planeta.terra.com.br/arte/webmeire/

O Salão é envolvido com sonorização jovem,
Corpos vibrantes e animados.
De repente, a banda de rock para.
Surge no palco uma nova canção.
Melodia exprimindo um sentimento ardente.
Multidão silenciosa se recusa a dançar.
Ainda assim, a orquestra pouco se incomoda:
Lá está ela: falando sozinha de paixão.
A magia passeia pela noite romântica.
O orvalho da madrugada goteja.
A música persiste, e apenas busca:
A quem possa interessar o afeto.
Flutuou na atmosfera e no espaço aéreo foi lançada.
Já amanhecia, e pessoa alguma localizou.
Ternura, sensibilidade vinda do íntimo.
Brilho que estimula a vida.
O amor é tudo isto e muito mais.
No entanto, não houve quem se importasse.
Maestro cansado e triste,
Balada meiga e suave.
Mensagem não compreendida.
Sua fragrância, ninguém sentiu.

 

Imf - Inesquecíveis Músicas Fagueiras:  NANCY

www.musicasantigas