AUTOBIOGRAFIA

Célia Lamounier de Araújo

 

Pelas minas gerais do Brasil

Nasci poeta de fazenda Paraiso,

Corpo e alma pecerica em ita

De sete colinas sudeste

Cresci, vou vivendo encantada.

 

No tempo com garra avancei

Sempre um sorriso nos lábios,

Gostando da vida em dias e noites

Mil horas de ouro a escrever

Por sonhos e crença encantada.

 

E a felicidade tenho comigo

Aos filhos dou muito amor,

Ao próxima dei minha ajuda

Que em pão já se multiplicou

Por graça e justiça encantada.

 

E assim, quando o fim entrever,

Na certeza de estar preparada,

Cumprida a sina de bem viver

Vou feliz, fico em versos

Corpo de alma encantada.

 Letterstyle by Kat   The Goodiemaniacs